quinta-feira, 1 de maio de 2014

Lost

Os olhos pesam, estão inchados e ardem com o sal de lágrimas extintas. 
Mais do que um passado triste, como se consegue esquecer um passado bom?
Fui tão feliz naquela altura, e choro por não conseguir ser novamente. Perdi tudo.A minha independência, a minha vontade de viver, a minha alegria, o meu humor. Perdi-me algures, no perdão, no acreditar, no amar com consciência que era apenas uma miragem. Insisti em atravessar um deserto onde tudo o que vi do oásis foi uma doce ilusão.
E agora estou aqui. Parada, sedenta, sozinha num vasto deserto sem saber para onde me dirigir, o que fazer para reencontrar o caminho certo.
A culpa é minha e só minha... no fundo sempre soube que jamais conseguiria perdoar traições ou quem me tratasse mal, mas acabei por me agarrar àquela doce miragem do passado, doce. Tão doce... que me derretia. Sentia-me em uníssono com outra alma. Tanta coisa em comum, tanto amor mútuo para dar, tanto desejo que nos fechava todo um fim de semana num quarto e esquecíamos o mundo lá fora. Tanto toque quente, reconfortante, tanto espasmo de músculos doridos mas gozados, tanta memória de vozes calmas, doces, sorrisos quentes de olhos brilhantes.

Perdi-me. Não sei o que fazer ou como fazê-lo. Não sei como retomar as rédeas do meu cavalo perdido no deserto abrasador. Não sei onde estou nem me conheço. E o único líquido que sinto são lágrimas salgadas que não me matam a sede.

2 comentários:

Anónimo disse...

a sede convém ser saciada...

Anónimo disse...

Já lá vão quase dois anos... não deixes de escrever!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Wonderland Alice. Design by Exotic Mommie. Provided By Free Blogger Templates | Freethemes4all.com
Free Website templatesfreethemes4all.comLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesFree Soccer VideosFree Wordpress ThemesFree Web Templates